0

ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO OU CEREBRAL

SISTEMA NEUROLÓGICO (Voltado para clinica médica)
Ola  pessoas iniciando o sistema neurológico com  AVC ou AVE e bem interessante eu sugiro que vocês leiam com muita atenção e bons estudos!

O acidente vascular cerebral ou encefálico, popularmente conhecido como “derrame”, é o resultado da insuficiência do suprimento sanguíneo a uma determinada área do cérebro.
Ocorre devido a um processo de evolução crônica de endurecimento da parede da artéria, relacionado à arteriosclerose.

 O episódio agudo do AVC acontece quando há interrupção do fluxo sanguíneo às células cerebrais por trombose, embolia, hemorragia ou espasmo.
AVC
A trombose tem relação com a arteriosclerose, a aterosclerose e a hipertensão arterial. A embolia cerebral costuma ser decorrente de doenças cardíacas, arritmias, doenças das válvulas cardíacas, entre outras.
A hemorragia cerebral está relacionada à hipertensão, é mais grave, apresentando evolução rápida com alterações da consciência, podendo chegar ao coma e à morte.
O acidente vascular cerebral isquêmico ou transitório caracteriza- se por episódios súbitos da perda de função motora, sensitiva ou visual com recuperação em 24 horas.
A maioria tem duração de minutos até uma hora, e a minoria pode durar mais de 4 horas.

Classificação
AVCI ( Acidente Vascular Cerebral Isquêmico);

AVCH (Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico);
Fatores de risco                                                    
Colesterol alto,
Cardiopatias,
Sedentarismo,
Estresse,
Alcoolismo,
Tabagismo,
Placas de ateroma.
História familiar
Idade,
Hipertensão arterial,
Diabetes,
Obesidade,

A pessoa com AVC pode ainda apresentar os seguintes problemas:
Incontinência vesical e fecal: pode acontecer por confusão mental, lapso de memória, fatores emocionais, dificuldade de comunicação e/ou perda do controle dos esfíncteres anal e vesical, podendo ocasionar a retenção de fezes (constipação) ou de urina (abdome globoso);
 Úlceras de pressão: a imobilidade no leito, a desnutrição, higiene inadequada e a incontinência urinária e fecal facilitam o surgimento das úlceras de decúbito e infecção.

Tratamento 
Fisioterapia,
Cirurgias nos casos de AVCH,
Oxigenioterapia,
Uso de trombolíticos, com finalidade de realizar a “quebra” dos êmbolos, de agentes antiagregantes e de anticoagulantes, em casos dos AVC provocados por trombose.

Diagnóstico 
Os exames realizados para confirmação e classificação do AVC são:
Angiografia,
TC,
Cintilografia,
Punção lombar,
Dopller ultra-sônico de carótidas.

Cuidados de enfermagem
Realizar higiene adequada;
Realizar mudanças de decúbito no leito;
Colocar o cliente sentado em poltrona;
Proteger as proeminências ósseas;
Fazer massagem de conforto;
Manter as roupas de cama secas e sem dobraduras;
Estimular a aceitação da dieta e ingestão hídrica.
Monitorização cardíaca de oxímetro de pulso;
Monitorização de pressão arterial;
Aferir sinais vitais com maior frequência;
Balanço hídrico;
Observar, comunicar e anotar nível de consciência;
Observar, comunicar e anotar queixas álgicas;
Administrar medicamentos.
Beijos no coração!



Nenhum comentário:

Postar um comentário