0

Técnica de Curativo

http://enfermageandotc21.blogspot.com.br/
Ola bom dia pessoas,estar aqui hoje e poder falar de um assunto que tem tudo haver com o nosso blog,é maravilhoso,mas muitos ainda cometem alguns erros na hora de executar essa tarefa,eu sei que não esta tão completa como eu gostaria mas como temos um moderador sobre o assunto,o que não vai faltar é oportunidade de incrementar em outras postagens,espero que gostem!

Cuidados de enfermagem
• Não comprimir demasiadamente com ataduras e esparadrapos o local da ferida a fim de
garantir boa circulação;
• As compressas e ataduras deverão ser colocadas em saco plástico protegidos e jogar no
hamper de roupa do paciente. Quando este material estiver com grande quantidade de
secreção, deve-se colocar em saco plástico e desprezar;
• Trocar os curativos úmidos quantas vezes forem necessárias, o mesmo procedimento deve
ser adotado para a roupa de cama, com secreção do curativo;
• Quando o curativo da ferida for removido, a ferida deve ser inspecionada quanto a sinais
flogísticos. Se houver presença de sinais de infecção (calor, rubor, hiperemia, secreção)
comunicar o S.C.I.H. e / ou a supervisora e anotar no prontuário, colher material para cultura
conforme técnica;
• O curativo deve ser feito após o banho do paciente, fora do horário das refeições;


Normas Gerais:

• Lavar as mãos antes e após cada curativo, mesmo que seja em um mesmo paciente;
• Verificar data de esterilização nos pacotes utilizados para o curativo (validade usual 7dias);
• Expor a ferida e o material o mínimo de tempo possível;
• Utilizar sempre material esterilizado;
• Se as gazes estiverem aderidas na ferida, umedecê-las antes de retirá-las;
• Não falar e não tossir sobre a ferida e ao manusear material estéril;
• Considerar contaminado qualquer material que toque sobre locais não esterilizados;
• Usar luvas de procedimentos em todos os curativos, fazendo-os com pinças(técnica asséptica);
• Utilizar luvas estéreis em curativos de cavidades ou quando houver necessidade de
contato direto com a ferida ou com o material que irá entrar em contato com a ferida;
• Se houver mais de uma ferida, iniciar pela menos contaminada; Nunca abrir e trocar
curativo de ferida limpa ao mesmo tempo em que troca de ferida contaminada;
• Quando uma mesma pessoa for trocar vários curativos no mesmo paciente, deve iniciar
pelos de incisão limpa e fechada, seguindo-se de ferida aberta não infectada, drenos e por
último as colostomias e fístulas em geral;
• Ao embeber a gaze com soluções manter a ponta da pinça voltada para baixo;
• Ao aplicar ataduras, fazê-lo no sentido da circulação venosa, com o membro apoiado,
tendo o cuidado de não apertar em demasia.
• Os curativos devem ser realizados no leito com toda técnica asséptica;
• Nunca colocar o material sobre a cama do paciente e sim sobre a mesa auxiliar, ou
carrinho de curativo. O mesmo deve sofrer desinfecção após cada uso;
• Todo curativo deve ser realizado com a seguinte paramentação: luva, máscara e óculos.
Em caso de curativos de grande porte e curativos infectados (escaras infectadas com áreas
extensas, lesões em membros inferiores, e ferida cirúrgica infectada) usar também o capote
como paramentação;
• Quando o curativo for oclusivo deve-se anotar no esparadrapo a data, a hora e o nome de
quem realizou o curativo.
• A evolução do curativo, bem como os materiais gastos deverão ser anotados ao término de cada curativo, evitando assim erros e esquecimentos de anotações;
• Se houver mais de um curativo em um mesmo paciente anotar as informações separadas para cada um deles citando a localização do mesmo.
• Evitar falar no momento da realização do procedimento e orientar o paciente para que faça o mesmo;
• Fazer a limpeza com jatos de SF 0,9% sempre que a lesão estiver com tecido de granulação vermelho vivo (para evitar o atrito da gaze)
•  A troca do curativo será prescrita de acordo com a avaliação diária da ferida;
•  Proceder a desinfecção da bandeja, carrinho, ou mesa auxiliar após a execução de cada curativo, com solução de álcool a 70%;
 • Manter o Soro Fisiológico 0,9 % dentro do frasco de origem (125 ml);
• Desprezar o restante em caso de sobra.

Por hoje é só beijos no coração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário