0

DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA (DPOC)

Sistema respiratório(Voltado para clinica médica)
Ola pessoas,boa tarde!
Vamos conhecer hoje doenças do sistema respiratório,uma por uma, assim fica mas fácil o seu entendimento e aprendizado.
Bora ao que interessa?


Órgãos do sistema respiratório:

- vias aéreas superiores: fossas nasais,  boca, faringe.
- vias aéreas inferiores: laringe, traqueia,  brônquios, pulmões.

As doenças são essas:

DPOC;
Bronquite;
Asma;
Enfisema pulmonar;
Pneumonia;
Insuficiência Respiratória aguda;
Edema agudo de pulmão;
Pneumotórax;
Hemoptise;
Derrame pleural;
Embolia pulmonar.
Para começar vamos do inicio DPOC:

DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA (DPOC)

Estado de doença pulmonar no qual o fluxo de ar está obstruído. É constituída pela bronquite crônica, enfisema, asma. Acelera as alterações fisiológicas da função pulmonar que são causadas pelo envelhecimento.


A obstrução do ar pode ser reversível ou irreversível.
Fisiologia:


Obstrução aérea que reduz o fluxo de ar varia conforme a doença adjacente.
→ Bronquite crônica: o acúmulo excessivo de secreções bloqueia as vias respiratórias;
→ Enfisema: a troca gasosa comprometida (oxigênio, carbono) resulta da destruição das paredes do alvéolo superestendido;
→ Asma: as vias aéreas inflamadas e constritas obstruem o fluxo aéreo.
Sinais e Sintomas


Dispnéia (em repouso, pode ser grave);
Tosse (uso de músculos acessórios);
Aumento no trabalho respiratório;
Perda de peso (interferência na alimentação);
Intolerância os esforços/exercícios;
Ruídos Adventícios (sibilos, roncos, estertores);
Baqueteamento dos dedos – aumento do volume das pontas dos dedos das mãos e perda do ângulo da unha).
Fatores de risco
Tratamento


- Oxigenioterapia;
- Broncodilatadores;
- Corticosteróides;
- Reabilitação pulmonar ;
- Exercícios respiratórios (tosse assistida,  respiração profunda, drenagem postural, entre  outros);
- Ensino do paciente e da família;
Tratamento


- Medidas de enfrentamento do estresse;
Educação em terapia respiratória;
- Terapia ocupacional para conservação  da energia durante as atividades da vida  diária.

CUIDADOS DE ENFERMAGEM

Orientar para deixar de fumar;
Evitar contato com alta concentração de pólen no ar e poluição ambiental;
Resgate da autoestima e da sensação de limitação e de impotência;
Evitar exposição a extremos de temperatura;
Monitorizar ritmo respiratório;
Atentar para efeitos colaterais da medicação;
Atentar para sinais de infecção, que agravam o quadro e aumentam os riscos de falência respiratória;
Oximetria de pulso;
Cuidados específicos na intubação e ventilação mecânica;

Em estado grave - alterações cognitivas, dispnéia, taquipnéia e taquicardia.

Peço muita atenção para os CUIDADOS DE ENFERMAGEM vamos lidar com vidas,não tem segunda chance proscima da lista e" Bronquite"
beijos ate breve!


Nenhum comentário:

Postar um comentário